com Natália Gromicho #MyEverydayLife

imagem @Tiago Costa

pinta desde 1995, tem representado Portugal em inúmeras feiras internacionais e na sua última presença, em Nova Iorque - a única portuguesa na exposição 'The Power of Perception II' -, bateu o recorde de vendas ao conseguir 18 mil euros com a pintura Vénus.

Natália Gromicho, a freira que afinal se fez pintora, cujo atelier no Chiado comemorou um ano de existência no passado dia 25 de Abril, está na primeira rubrica do MyEverydayLife.

 

07:30a.m 

é a hora de acordar. após um duche rápido, segue-se o meu pequeno almoço predileto: sumo de laranja, meia torrada e um café; simples mas suficiente para me dar a energia que necessito. depois, uma breve passagem pela janela para observar o céu, que está azul e tem nuvens (como eu gosto). lá está ela, a minha nuvem! digo-lhe BOM DIA! passo os olhos pelo meu bloco, revejo os apontamentos, o que tenho para preparar; o que o meu dia vai ser, o que está programado; é hora de sair.

10:15a.m

saio de casa rumo ao atelier. preciso passar a ponte (25 de Abril), Alcântara, 24 de Julho e a luz começa a sentir-se diferente...  estamos a chegar ao Cais do Sodré. o reflexo da luz no rio Tejo torna esta zona de Lisboa um local privilegiado, único. subo até ao Chiado e estou no atelier.

11:00 a.m

abro a meetiNG art Chiado, o meu atelier que fez agora um ano no dia 25 de Abril! o conceito é simples: tornar um espaço privado num espaço aberto, sem limitações a qualquer tipo de público, sem obstáculos nem barreiras. qualquer um pode ver, experimentar, tocar, pintar. preparam-se as telas, as tintas estão na paleta, está na hora de pintar.

12:40a.m

 recebo a visita de um casal de ingleses que estão de passagem e descobriram no guia da cidade a meetiNG art Chiado. acharam o facto da 'não existência de barreiras' entre o artista e o público, uma mais-valia, ficaram curiosos. como tenho toda a minha obra disponível na galeria, para que os visitantes tenham contacto com as obras existentes, este casal acabou por interessar-se em duas delas;  combinamos almoçar juntos ali perto.

1:00p.m

almoço no restaurante Super Mário, perto da largo do Carmo. achei mais interessante mostrar uma faceta que os turistas normalmente não conhecem, uma 'tasca' onde se come bem e barato! chocos na brasa à lagareiro foi a ementa - o delírio.

3:00p.m

regressamos à galeria e os meus novos amigos tomam a decisão de levar as duas obras para Londres; preparo-as para que viajem em segurança.

4:00p.m

retomo o trabalho e dou seguimento a duas obras que ainda não consegui terminar. dedico-lhes a tarde.

6:00p.m

fecho o atelier e vou lanchar ao Trevo; embora tenha ficado conhecido internacionalmente pela série 'No Reservations', continua a ser um local típico, onde se come um dos melhores e mais rápidos pregos em Lisboa.

8:00p.m

chego à margem sul, à minha casa em Almada. o dia foi agitado, preciso tomar um duche rápido para relaxar.

8:30p.m

 como uma sopa e vejo as redes sociais... hoje em dia, é a melhor forma de estar informado, mais rápido do que a própria TV. opto muito por esta via.

10:00p.m

faço zapping na TV, mas dura pouco porque me sinto cansada. acabo por adormecer. não é estranho adormecer cedo em semanas de trabalho...

 

Próxima paragem: Rússia, Moscovo - Maio. Exposição em parceria com o Instituto Camões. com a presença da embaixada. 

 

Inês *