Idé #Lisboa

idé lisboa

 

1. O que é o Idé Lisboa?

M. O que se pretende com este festival é demonstrar ao público um universo diferente do Do-It-Yourself com a promoção de produtos, marcas e atividades relacionadas com o universo dos trabalhos manuais. Com uma visão moderna e seguindo as últimas tendências.

2. O que é que as pessoas podem esperar desta 1ª edição do evento?

M. O Idé Lisboa vai apresentar diversas áreas desde a decoração, às festas (aniversários, casamentos e muito mais), diferentes materiais e técnicas (papéis, scrapbooking), e muitas dinâmicas ligadas à moda com costura, tricot e crohet. Como esta é a primeira edição do festival estamos a trabalhar arduamente para criar conteúdos diferentes ligados ao mundo dos trabalhos manuais e nas suas áreas complementares. 

3. Inspirou-se noutros mercados, feiras ou eventos internacionais para organizar o Idé Lisboa? Se sim, quais.

M. Claro, as nossas maiores inspirações são sem dúvida a Feira de Paris - CRÉATIONS & SAVOIR-FAIRE e a Handmade and DIY Barcelona. São pioneiras neste conceito! 

4. O que é que levou a Mariana a querer organizar um evento do género em Portugal?

M. A ideia sempre foi apresentar algo diferente ao público português na área de handmade e DIY. Fomos verificando que havia uma lacuna nesta área de DIY, então surgiu a oportunidade de criar este conceito em Portugal. O nosso objectivo é dar acesso ao público português a marcas de extrema qualidade ligadas a este conceito e incentivar a criatividade na personalização, através de workshops e de palestras que irão decorrer ao longo dos dois dias de evento.

5. Marcas / Serviços de destaque que vão estar presentes. 

M. Temos como marcas de destaque a MASKING TAPE (marca de fita cola para papel), a Tilda ( tecidos com impressão de algodão para bonecas de pano e outros produtos como almofadas, bolsas), HEIDI SWAPP (letras com luz para decoração), Veronica Teixeira dos ramos de noiva manuais (feitos com crochet , felto) e muito mais!

6. Porquê o nome Idé?

M. Tem a ver com ideias, criatividade e inspiração. Tudo o que iremos encontrar neste evento. 

7. Expectativas para a primeira edição - altas? Acha que os portugueses estão recetivos a este tipo de conceito e lifestyle?

M. Desde início que temos altas expectativas mas como é o primeiro festival estamos à espera para ver. Temos uma forte ligação com a loja At Home Hobby que tem como core business muito ligado ao mundo criativo de DIY & Handmade, temos tido um feedback muito positivo na divulgação e temos a certeza que será um sucesso. 

8. A Mariana desenvolve o conceito de DIY na sua rotina e dia-a-dia?

M. Sim, desde de criança que tive necessidade de criar roupa, de personalizar os meus sapatos ao meu gosto, ou pintar os meus pratos. Em jovem adulta também comecei a criar as minhas primeiras bolsas. Em casa, vou reciclando alguns materiais para decoração. Por isso esteve sempre presente na minha vida, sim.

9. Por que é que devíamos apostar mais no DIY? O que é que tem de diferente e inovador?

M. Devíamos apostar mais no DIY de forma a personalizar produtos e peças. Para além de terapêutico é um óptimo hobby.

10. Dicas a quem nunca tenha experimentado o DIY. Quer deixar? 

M. Experimentar em casa, claro! Recomendo como primeiro passo reciclar uma caixa. Faça algumas pesquisas na internet, há imensos conteúdos hoje em dia em vídeo que inspiram e dão uma ajuda para transformar aquela peça especial. Não esquecer de visitar a loja de referência nesta área, a At Home Hobby, onde encontrará todos os materiais e até pessoas conhecedoras de técnicas que a podem esclarecer.

todas as informações sobre o Idé Lisboa aqui

 

A Mariana Simões tem 32 anos, é de Lisboa, tirou o curso de Gestão Internacional / Marketing no País de Gales, um mestrado em Design Management na cidade de Barcelona e depois de outras experiências de trabalho fora junto de algumas marcas de prestígio, decidiu criar em Portugal um projeto na área do calçado.

O Idé Lisboa, evento a acontecer já em Novembro, também é 'ideia' sua. Dias 7 e 8 de Novembro nas Cavalariças do Pestana Palace, em Lisboa.

 

vejam na página de facebook do blog como ganhar um bilhete duplo para o festival! 

 

obrigada à Mariana Simões pela entrevista ;)