weekend in #Porto

Clérigos

Clérigos

o fim de semana no #Porto foi... curto, mas fantástico!

não foi a primeira vez que me desloquei à capital nortenha, mas foi a primeira vez que gozei intensamente a vida na cidade e me perdi horas infindas naquela que é, quanto a mim, a parte mais gira da cidade: a Ribeira

a Ribeira lembra-me as cidades junto à costa do centro-sul italiano porque exala um dolce fare niente catita, elevado a um nível glamouroso pelas filas de esplanadas e sabores ao longo do rio Douro. um ambiente muito cool: muitos estrangeiros, muitas famílias, muita vida. 

o Axis Porto foi a escolha perfeita para gozar de uns momentos de puro relax longe da agitação do centro. de lá, a cidade é facilmente alcancável pela ligação próxima ao metro do Porto (5 minutos a pé até à estação). o nosso quarto era, na verdade, uma suite/apartamento (quarto, duas casas de banho - uma com jacuzzi, uma sala, uma cozinha e uma varanda enoooorme com vista para a cidade); o hotel merece um duplo agradecimento por isso: obrigada pela surpresa de nos terem reservado esta suite!

staff muito simpático, um pequeno almoço muito bom, comodidade máxima e tranquilidade super neste hotel de 4 estrelas.

a receção simpática do Axis

os roupões para o Jacuzzi no quarto

o meu percurso pelo Porto começou nos Aliados; tomei o meu pequeno almoço no Café Majestic, percorri a Rua de Santa Catarina, passei pela capelinhas com que me ia cruzando pelo caminho e parei na Estação de S. Bento para admirar os 'frescos' do teto e paredes; segui pela Rua das Flores (uma rua com restaurantes muito estilo internacional, adorei) ...

Estação de S. Bento

Palácio da Bolsa

Rua das Flores

Palácio da Bolsa

... aos mercados já tinha ido e à livraria Lello também pelo que segui para o Palácio da Bolsa, para perceber um bocadinho como se desenvolve e organiza a indústria na cidade (na verdade, queria muito ver o salão árabe! ficam já a saber que é possível alugá-lo para todo o tipo de eventos, e é lindo de morrer). passei antes pelos Clérigos e enfardei um pastel de batata e carne numa tasca ali ao lado. 

nos Clérigos

nos Clérigos

parei depois para a tradicional francesinha. escolhi o Picota por recomendação de uma amiga nortenha e para fugir a outras opções mais turísticas - o Picota fica logo ali no fim da Rua das Flores e a francesinha é ótima, com batata frita caseira. 

daqui segui para a melhor parte do meu dia: o cruzeiro das pontes (ao total 6) que atravessam o Douro com prova de vinhos no fim; há duas opções para a prova mas nós escolhemos as caves do Quevedo por serem as mais tradicionais; ficam do outro lado do rio, é preciso atravessar a ponte S. Luís a pé, mas o percurso é giríssimo e as margens estão cheias de artistas que pintam, bancas de comida e animação.

deste lado existe ainda um miradouro a partir do qual se tem uma vista bonita sobre o Porto, mas estávamos tão cansadas que optámos por não subir mais.   

falhámos Serralves e a Casa da Música, mas na verdade preferimos gozar ao máximo a Ribeira...

o Porto está fantástico, as pessoas são muito muito simpáticas e a mim só me apetecia ficar mais tempo. 

a descer para a Ribeira

a descer para a Ribeira

volto em breve! está visto

 

mais fotos no instagram @ines_lisboncover.

mais sobre o hotel aqui