Comprei a Máxima de Dezembro e fiquei desiludida.

Comprei a Máxima de Janeiro e nova desilusão.

Pergunta: O que se passa com o mercado das revistas femininas portuguesas?! (à parte dos cortes orçamentais, claro), sobretudo num grupo (Cofina) que até obteve lucros consideráveis este ano?

Sim, eu sou pessoa de ler produto português no que respeita à moda&lifestyle.

O que não significa, no entanto - para os menos ‘open mind’ - que não tenha horizontes alargados e me fique por aqui. Não é o caso.

Simplesmente gosto de estar atenta. De saber o que se faz e se escreve. De comparar para sugerir.

Tendo em conta o meu percurso, não faria sentido doutra forma. 

Acho mesmo que vão faltando algumas coisas na Máxima - a revista feminina portuguesa por excelência.  

E uma delas, nomeadamente este mês - para não mencionar outras - são sugestões de tendências (e não roupa!) para aproveitar os saldos, que se aproximam - então não são já em Janeiro?

À parte destes ‘pormenores’ que sigilosamente vão moldando valores, deixo-vos sugestões de calçado para a época festiva.

Não, não estamos a falar das tais sugestões para saldos (leiam abaixo), mas acho que é uma boa juntar aqui uns quantos pares de ideias para adornar os pés no Natal e fim do ano, consoante o estilo e a ocasião, claro.

Já andam o pensar no que vestir, não andam?

Às vezes - quase sempre comigo - é mais fácil começar a pensar de baixo. 

Género: que sapatos é que vou levar?

E o resto acaba por surgir naturalmente.

Se calhar é mesmo por isto que mais tarde ou mais cedo, nós, mulheres, chegamos à conclusão que é nos sapatos e nas malas que vale a pena investir.

O resto passa a mero complemento.

Estes modelos encontram-nos na Spartoo a preços mais ou menos acessíveis.

Adoro os ténis Kenzo e os stilettos pretos Carvela.