O dia da mãe está cada vez mais próximo e para mim, de há dois anos para cá, tem sido um dia… não gosto de chamá-los triste porque aprendi a ser positiva e sobretudo a aceitar a vida como ela é. Ou tem de ser. Mas… talvez menos bom. O que não significa que me vá fechar em casa e opte por celebrar a mágoa invés da vida. Muito provavelmente, oferecer-lhe-ei antes um bocadinho do meu tempo com um gesto que lhe diga ‘não me esqueci’. E a vida continuará como sempre: com um sorriso nos lábios. Porque é assim que deve ser. 
 Para vós que poderão procurar algo mais concreto para oferecer às mamãs, deixo-vos duas sugestões: espreitem a coleção da  SPARTOO  dedicada especialmente ao dia, ou dêem uma olhadela ao programa dos  HÓTEIS REAL  em parceria com as Aldeias de Crianças SOS. Há prendas giras e baratas e que ainda permitirão ajudar mais pessoas. 
 Por que não?

O dia da mãe está cada vez mais próximo e para mim, de há dois anos para cá, tem sido um dia… não gosto de chamá-los triste porque aprendi a ser positiva e sobretudo a aceitar a vida como ela é. Ou tem de ser. Mas… talvez menos bom. O que não significa que me vá fechar em casa e opte por celebrar a mágoa invés da vida. Muito provavelmente, oferecer-lhe-ei antes um bocadinho do meu tempo com um gesto que lhe diga ‘não me esqueci’. E a vida continuará como sempre: com um sorriso nos lábios. Porque é assim que deve ser.

Para vós que poderão procurar algo mais concreto para oferecer às mamãs, deixo-vos duas sugestões: espreitem a coleção da SPARTOO dedicada especialmente ao dia, ou dêem uma olhadela ao programa dos HÓTEIS REAL em parceria com as Aldeias de Crianças SOS. Há prendas giras e baratas e que ainda permitirão ajudar mais pessoas.

Por que não?