O efeito Anna (Wintour).

É mais ou menos isto que tem vindo a suceder: não sei se se pode chamar a reinvenção do bob, se é mesmo o efeito (agora visível e não meramente especulável) da grande, que substituiu a maior (Diana).

Mas os cabelos, que continuam certinhos e direitinhos, estão a ficar mais curtos - lisos ou encaracolados.

O movimento, esse, é para manter. Sempre. E sobretudo agora, que o verão está próximo e que as cabeleiras se agitam (mais ainda).

Gosto disto. Só não sei se seria capaz de ser tão radical com o meu.

Mas acho que haverá (cada vez mais) quem comece a sê-lo. Veremos.  

Fotografia: jak&jil, style.com e google.it.

P.S - A senhora que mexe no telemóvel não é a Anna Wintour (no caso de existirem dúvidas)