Sobre pessoas que se cruzam

Acho mesmo, e acho quase sempre mais, que algumas pessoas passam e passarão na nossa vida somente por um determinado período de tempo. Embora com alguma finalidade. Houve pessoas com as quais me cruzei momentaneamente. Muitas em viagem. Algumas de férias, outras - menos - em trabalho. E acho que me recordo de mais ou menos todas com quem por qualquer motivo terei passado bons momentos. Com algumas não devo ter falado mais. Mas julgo que é assim que, às vezes, deve funcionar. E creio que é também com naturalidade que devemos encará-lo. Certamente que com outras - as mais especiais - manterei contato. E eu não as escolhi, nem elas a mim. Há coisas difíceis de entender e de explicar. Talvez por isso a vida seja preenchida por diversas fases, e em todas elas devamos saber estar o melhor possível com quem está nelas connosco. Porque às vezes quem temos ao nosso lado pode não ser exatamente a pessoa que gostaríamos, mas alguém que, naquela altura, está ali. E nos tempos que correm, ’estar ali’ é - feliz ou infelizmente - tão ou mais importante.